Marvel Reboot: e agora?

Marvel reboot 02

Com o anúncio de que a minissérie Secret Wars vai criar um novo universo Marvel, os leitores da editora perdem seu principal argumento contra os fãs da DC: de que a Casa das Ideias nunca tinha passado por um reboot total de suas histórias.

Dando continuidade ao trabalho que o roteirista Jonathan Hickman vem desenvolvendo desde que assumiu a revista dos Vingadores em 2013, o universo Marvel que todos conhecem deixará de existir, resultado do evento cósmico conhecido como Incursão.

Em seu lugar, vai surgir um novo mundo conhecido como Battleworld, uma colcha de retalhos formada pelas versões clássicas dos personagens, além de suas versões mais populares, como os futuros alternativos das histórias do X-Men, os Zumbis Marvel, os heróis contemporâneos do universo Ultimate e até mesmo versões mais obscuras como a finada linha Marvel Mangá.

Como se isso não fosse o bastante, tudo indica que a série pretende transformar histórias populares da Marvel em uma espécie de realidade paralela convivendo lado a lado com as outras versões, como os heróis divididos de Guerra Civil, um cenário de uso indiscriminado da tecnologia de Tony Stark visto em Guerra das Armaduras e até uma região habitada por diferentes versões do Homem-Aranha, inspirado no discutível arco de histórias Spider-Island.

Lógico que a situação só deve se estender até o final da minissérie, que deve iniciar uma nova cronologia para a Marvel, misturando todos esses personagens no mesmo universo.

Os editores tem evitado a palavra reboot por saber o quanto os leitores detestam o termo. Mas não tem como fugir, a Marvel está fazendo um reboot de suas histórias em quadrinhos e os motivos parecem óbvios: simplificar sua cronologia para os novos leitores que estão chegando em função dos filmes e aproximar ainda mais as revistas do seu universo cinematográfico.

Ainda é cedo para entender se essa estratégia vai realmente conquistar novos leitores ou só vai servir para alienar leitores antigos. Apesar da avalanche de críticas quando foi anunciado, o último reboot da DC fez não só a editora aumentar suas vendas como também gerou nos Estados Unidos um interesse renovado por quadrinhos que foi positivo para todas as editoras.

Entre mortos e feridos, a DC ofereceu algumas ideias interessantes e muito material ruim. É possível que o reboot da Marvel siga o mesmo caminho de grande destaque na mídia e pouca qualidade das histórias.

Como leitores de quadrinhos e fãs dos personagens, nós do Popground torcemos pelo melhor dos mundos. Grandes histórias, boas vendas e um novo impulso dentro da indústria dos quadrinhos.

Mas de qualquer forma, continuaremos aqui, seja para elogiar ou criticar as novas histórias.

Estamos de olho.

Compartilhe!

Author: André Morelli

Vida louca e próspera. morelli@popground.com.br

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>