Marvel Monopoly: um jogo para colecionadores de HQs

Monopoly

Nos últimos anos, a Hasbro se especializou em lançar todo tipo de versão alternativa do jogo Monopoly (ou Banco Imobiliário, se você é das antigas). Como não poderia deixar de ser, a empresa já lançou um Marvel Monopoly, onde o objetivo era comprar alguns endereços famosos do universo ficcional da editora, como o edifício Baxter (sede do Quarteto Fantástico) ou a Mansão dos Vingadores.

Mas em Monopoly Marvel Comics Collector’s Edition, o objetivo do jogo é comprar as revistas da editora com as melhores cotações no mercado de colecionadores. Entre as 22 edições escolhidas, estão clássicos como a estreia do Capitão América (1941) e a primeira revista lançada pela Marvel, quando a editora ainda se chamava Timely (1939), entre muitas outras.

Para quem não conhece os números do mercado de colecionadores de quadrinhos, revistas raras costumam ser vendidas em leilões e atingem preços absurdos. Amazing Fantasy 15 (1962), a estreia do Homem-Aranha, é a revista mais valorizada da Marvel. Em 2011, uma edição foi vendida em um leilão por mais de um milhão de dólares.

E mesmo com esse preço, Amazing Fantasy 15 ainda é a segunda revista em quadrinhos mais cara do mundo. O primeiro lugar vai para Action Comics 1 (1938), revista com a primeira história do Superman. Em 2011, uma edição de revista em bom estado de conservação foi vendida a um comprador desconhecido por mais de dois milhões de dólares.

Mas se como a grande maioria dos mortais, você não tem como encarar essa tabela de preços, divirta-se comprando essas revistas com o dinheiro de mentira de Monopoly Marvel.

Sua conta bancária vai te agradecer.

Compartilhe!

Author: André Morelli

Vida louca e próspera. morelli@popground.com.br

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>