Resenha: Interestelar

Interestelar

Em um de seus trabalhos mais ousados, o premiado Christopher Nolan reúne em Interestelar um time de estrelas com a mais nobre das missões: fazer o público voltar seus olhos para as estrelas.

Em um futuro próximo, somos apresentados a um mundo onde a luta pela sobrevivência eliminou a esperança. Em um planeta de recursos naturais praticamente esgotados, não existem mais exércitos ou dinheiro para pesquisar o desconhecido. Todos os esforços estão direcionados a população, que enfrenta uma praga que aos poucos está acabando com todas as opções de alimento.

Assim como na Depressão Americana dos anos 1930, tempestades de areia cobrem a América, repleta de gigantescas plantações de milho, praticamente o único alimento que restou. E é nesse cenário desolado que vive Cooper (Matthew McConaughey), um engenheiro e ex-piloto de testes da Nasa que assim como todos, precisou se adaptar a essa nova realidade e abandonou seus sonhos para se tornar um fazendeiro junto de seu sogro e seus dois filhos pequenos.

Mas uma série de estranhos acontecimentos levam o piloto até uma base abandonada do exército, onde descobre que a Nasa ainda opera de forma clandestina. Numa conversa com o professor Brand (Michael Caine), o chefe da operação, Cooper descobre que só resta uma geração de recursos disponíveis e que não existe mais esperança para a Terra.

Com essa revelação, Cooper recebe o convite para participar da mais importante missão já empreendida por um ser humano: uma viagem a bordo na nave Endurance até Saturno, onde se formou uma distorção no espaço-tempo conhecida como Buraco de Minhoca. Ao atravessar essa distorção, a tripulação de Cooper e da filha de Brand, Amelia (Anne Hathaway) vai chegar até outra galáxia, onde deve encontrar um planeta que tenha condições para ser um novo lar para a humanidade.

Buscando inspiração no clássico 2001 de Stanley Kubrick, em Interestelar Nolan criou acima de tudo uma ode sobre o espírito humano e sua busca pelo desconhecido. E saindo do estilo mais seco do cineasta, as grandiosas cenas no espaço e em outros planetas criadas no formato IMAX apresentam um apelo que tem o claro objetivo de cativar o público a respeito das maravilhas do espaço, quase como um documentário.

Sobrevivência é o tema e em Interestelar o diretor entrega sua obra mais emocional. Mesmo no meio de discussões sobre física e teoria da relatividade, a tripulação não deixa de demonstrar a pressão de uma missão que envolve o destino da raça humana e o amor que sentem pelas pessoas que deixaram na Terra. Mesmo que a natureza da missão talvez faça com que a tripulação jamais veja essas pessoas de novo.

Como qualquer filme dirigido e escrito por Nolan e seu irmão Jonathan, Interestelar apresenta uma série de reviravoltas em seu roteiro e falar a respeito delas só estragaria a surpresa. Se vale adiantar qualquer informação, podemos dizer que em suas 2 horas e 49 minutos, somos apresentados a um corajoso filme de ficção científica, de ritmo lento e que praticamente não faz concessões.

Interestelar não é um filme fácil e provavelmente não será um grande sucesso de bilheteria. Mas é a típica produção que vai fazer parte do público se perguntar sobre algumas das questões levantadas. E quem sabe, essas mesmas pessoas voltem a olhar a noite para o céu com um senso de fascínio renovado.

Compartilhe!

Author: André Morelli

Vida louca e próspera. morelli@popground.com.br

Share This Post On

Trackbacks/Pingbacks

  1. Quarteto Fantástico: trailer comentado | Popground - […] um estilo mais realista e inegáveis referências à Interestelar, o novo Quarteto Fantástico parece ter a ciência como foco. …
  2. Resenha – A Chegada (Arrival) | Popground - […] restrito de cores, sua trilha sonora minimalista e suas discussões sobre o tempo sem lembrar do Interestelar de Christopher …
  3. Resenha – Dunkirk | Popground - […] diretor) e conta com a genial música de Hans Zimmer (Estrelas Além do Tempo, Batman v Superman, Interestelar), que …

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>