Os Guardiões (Zaschitniki) – a resenha!

Guardiões

Sabe aquele filme que empolga no trailer, te faz pensar que algo novo pode surgir mas no fim das contas é só mais do mesmo? Pois é, não foi com Guardiões que a mãe Rússia fez um filme de herói bacana.

No filme, acompanhamos a trama de uma agência secreta que recruta super humanos com os mais diversos poderes, fruto de testes durante a guerra fria e que por anos ficaram “sumidos” (pois em 5 minutos todos são achados). Juntos, precisam combater o vilão cientista criador do projeto que lhes deu tais poderes.

A trama manjada!

Com um enredo fraco e batido, o filme agrada por ter uma ótima produção de efeitos especiais (salvo um detalhe aqui, uma transformação ali..), ótima fotografia, cenografia e cenas de ação com lutas convincentes, porém, peca muito por trazer uma história rasa, com diálogos fracos e um vilão horrível, tanto pela sua motivação em querer dominar o mundo (acho que já vi isso em algum lugar), quanto por sua caracterização que não condiz com todo resto da produção, trazendo efeitos e maquiagem num nível muito abaixo do restante do filme. Apesar dos 4 personagens serem até carismáticos, suas apresentações acontecem de forma muito simples, sem explorar a personalidade e o passado de cada um, não criando assim a empatia necessária para que o público se preocupasse com os dramas pessoais de cada um, tornando alguns diálogos completamente esquecíveis e sem propósito.

Os Guardiões é uma produção russa que tinha tudo para dar certo: grande orçamento e efeitos especiais bacanas para um filme produzido em um país sem tradição em produções do tipo. Porém, é apenas mais um filme de super-heróis que precisam salvar o mundo, imitando e muito a fórmula hollywoodiana, imitando apenas o que a Marvel e DC já vem fazendo há alguns anos.

O filme até deixa um gancho (diria, uma âncora) para uma continuação e tem até cena extra (olha a Marvel aí!!). Só nos resta esperar que a possível continuação corrija os erros e traga algo que realmente tenha identidade própria.

Compartilhe!
Henrique Oliveira

Author: Henrique Oliveira

Nerd e sonhador que ama games e quadrinhos (e doces). Mais em @preto_geek

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>