Festa da Salsicha, a resenha!

Com direção de Conrad Vernon (Monstros vs. Alienígenas) e Greg Tiernan, Festa da Salsicha é a mais nova loucura produzida e escrita por Seth Rogen e Evan Goldberg, a dupla de retardados que já ofereceu ao público pérolas como Superbad, Segurando as Pontas e A Entrevista.

festa_salsicha-popground_001

Com linguagem visual e design de personagem semelhantes aos dos consagrados estúdios Pixar e Dreamworks, Festa da Salsicha busca desconstruir o arquétipo de animação para a família e se vende como um produto para adultos, com direito até mesmo a censura para menores de 18 anos. Porém, o desenho peca em contextualizar o que é este adulto em sua narrativa.

A animação parte do ponto de que todos os alimentos do supermercado possuem vida própria e acreditam que os humanos são deuses que os escolhem das prateleiras para que eles sejam levados para uma espécie de paraíso. Mas uma salsicha chamada Frank contesta essa ideologia e decide procurar a verdade por trás dos humanos que os compram e o que nós fazemos com os pobres alimentos.

Buscando se apresentar como um filme diferente, Festa da Salsicha acaba narrando uma história que já foi mostrada diversas vezes e não consegue fugir de clichês do gênero. Praticamente todas as sentenças da animação são recheadas de palavrões e conotações sexuais, que mostram que o filme quer ser ‘adulto’ mas na verdade parece mais feito para os adolescentes que não vão entrar na sala de cinema.

Com o roteiro adaptado pelo grupo de humor Porta dos Fundos, que também participa da dublagem junto a outros grandes nomes como o “Batman” Guilherme Briggs no papel de Frank, Festa da Salsicha definitivamente não é um filme para todo mundo. Seu humor ofensivo, exagerado e em alguns momentos grotesco sobre religião, política, sexo e drogas pode fazer algumas pessoas se contorcerem na cadeira do cinema. Mas sabemos que parte do público deve entrar no clima de zueira completa da produção.

Festa da Salsicha estreia nos cinemas brasileiros dia 06 de outubro.

Compartilhe!
Fábio Ferreira

Author: Fábio Ferreira

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>