Better Call Saul dá aos fãs exatamente o que todos queriam: mais do mesmo

Bob Odenkirk

Better Call Saul, a nova produção do canal AMC em parceria com a Sony Pictures Television, estreou essa semana no Netflix oferecendo aos fãs mais do mesmo, o que significa muito quando se trata de resgatar o clima e saciar a saudade dos espectadores de Breaking Bad, uma das séries mais amadas da história recente da televisão norte-americana.

Apostando na estética e nos truques de roteiro que consagraram sua antecessora, a nova série comandada por Vince Gilligan  e protagonizada por Bob Odenkirk (Saul Goodman / Jimmy McGill) traz alguns velhos conhecidos dos fãs (em frente às câmeras e também em sua equipe de produção), mas acerta mesmo ao demonstrar que os últimos meses de trabalho intenso serviram principalmente  para descobrir a essência do ex-advogado bonachão de Walter White e Jesse Pinkman.

Se em Breaking Bad Goodman era pouco mais do que um caricato trambiqueiro sem escrúpulos, em Better Call Saul vemos em seu passado uma história de derrotas e más decisões muito parecida às de Heisenberg, traçando um interessante paralelo ao relacionar a entrada dos personagens no mundo do crime.

Se Saul Goodman parecia ter sempre um plano, Jimmy McGill (seu nome real, até que se prove o contrário) é um advogado de pouco destaque, cansado de trabalhar por pouco dinheiro e lutando para manter seu irmão Chuck McGill enquanto foge de encrencas. É claro que isso não dura muito e a partir de então acompanhamos uma sucessão de conflitos que fará qualquer fã relembrar a primeira temporada da série que deu origem à Goodman.

Longe de impactar como Breaking Bad, Better Call Saul pode triunfar justamente por não tentar romper com a série original, concentrando-se em levar os fãs para novas visitas a um já conhecido mundo repleto de bandidos, cafajestes e almas perdidas como Jimmy McGill e Walter White.

Compartilhe!
Claudio Murena

Author: Claudio Murena

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>